Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

A Cáritas Brasileira Regional do Piauí esteve presente na Caravana Internacional Matopiba

15 de setembro de 2017

A Cáritas Brasileira Regional do Piauí esteve presente na Caravana Internacional Matopiba
20a0be89-2fa4-4dea-8a70-44e116b70f31

De 6 a 11 de setembro, a Caravana Internacional Matopiba percorreu 2.000 mil km, na região do cerrado do Alto Parnaíba, no Estado do Piauí, visitando várias comunidades camponesas e tradicionais e debatendo com representantes do poder público e da sociedade civil. Foram realizadas reuniões nas comunidades de Melancias (município de Gilbués), Baixão Fechado, Sete Lagoas, Brejo das Meninas e Santa Fé (município de Santa Filomena). No dia 11 de setembro, a Caravana manteve uma audiência pública, em Bom Jesus, com a participação das comunidades, das entidades, da promotoria e da Vara Agrária. Na ocasião nenhum representante das empresas citadas ou dos Poderes Executivo e Legislativo, todos convidados por esta Caravana, compareceu. No dia 13/09, a segunda audiência pública aconteceu na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), em Teresina e no dia 14/09, aconteceu a terceira audiência, no memorial da Procuradoria Geral da República, em Brasília.

As Audiências Públicas darão visibilidade às denúncias constatadas durante a Caravana Matopiba, que percorreu seis comunidades diretamente impactadas por conflitos agrários e por outras violações de direitos. Em todas as visitas, realizadas no período entre 6 a 11 de setembro, a Caravana testemunhou como o ambiente está danificado e o direito à alimentação, água e saúde das comunidades estão em risco.

Uma das recomendações da Caravana Matopiba é uma medida cautelar em caráter de urgência em defesa da vida das comunidades ameaçadas de Brejo das Meninas e Sete Lagoas, junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

A Caravana Internacional é composta por especialistas em direitos humanos e desenvolvimento econômico e rural. Durante as visitas, a delegação observou altos níveis de poluição agroquímica, diminuição dos recursos naturais, bem como o impacto significativo sobre a saúde das comunidades tradicionais, resultado do monocultivo da soja.

Um relatório preliminar com as recomendações serão partilhadas com as autoridades brasileiras, seguido por um relatório final até o final de 2017.

O objetivo principal da Caravana é documentar, verificar e garantir visibilidade ao impacto social, econômico, ambiental e de direitos humanos de um caso de financeirizacão de terras na região do MATOPIBA, como exemplo paradigmático de um processo amplo de aquisição de terras públicas em larga escala por parte de fundos de pensão internacionais através de empresas imobiliárias e de produção agrícola transnacionais baseadas no Brasil e criadas especificamente com esse objetivo, com a intermediação de agentes de grilagem local.

Passamos por 2 mil km de deserto. Vimos um terreno seco, arenoso, pó. Praticamente nenhuma vida. O que estão querendo é expulsar as famílias tradicionais da região”. Flavio Valente em reunião com o Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH).

David Kanne, da organização Mari Knoll nos Estados Unidos, alertou sobre a questão da água. “Todas as comunidades apontaram a diminuição de acesso à água. Se não tomarmos uma medida agora, em aproximadamente 5 anos não terão mais água. As comunidades já estão sentindo. A pouca água que tem está envenenada por agrotóxicos”, pontuou.

A Caravana é coordenada e organizada pela FIAN Internacional, Rede Social de Justiça e Direitos Humanos, FIAN Brasil e CPT Piauí, e conta com o apoio de diversas organizações nacionais e internacionais, entre estas: Comissão Pastoral da Terra (CPT), Cáritas Brasileira Regional do Piauí, CLOC – La Via Campesina, Via Campesina Brasil, GRAIN, ActionAid USA, Friends of the Earth International, WhyHunger, InterPares, Development and Peace, FIAN Suécia, FIAN Alemanha, FIAN Holanda, Solidaridad Suecia – América Latina, Grassroots International, National Family Farm Coalition, Family Farm Defenders, Student/Farmworker Alliance, Maryknoll Office for Global Concerns, Presbyterian Hunger Program, SumOfUs, Campanha Nacional em Defesa do Cerrado,  FASE, FIOCRUZ,  HEKS/EPER, ActionAid Brasil, Federação dos Agricultores Familiares (FAF), Federação dos Trabalhadores Rurais na Agricultura (FETAG-PI), Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT – PI), Vara e Procuradoria Agrária – PI, PROGEIA (Santa Filomena), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Filomena, Paróquia de Santa Filomena, Instituto Comradio do Brasil.

Ascom_Cáritas-PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seja um Doador

Seja um Doador

Cáritas: Rumo aos 60 anos

Faça parte dessa rede

Faça parte dessa rede

Faça parte desta Rede

Faça parte desta Rede

Redes Sociais

Prestação de Contas

Prestação de Contas

Contato

Cáritas Piauí
Rua Agnelo Pereira da Silva, 3136
São João, Cep. 64.045-440


Teresina - Piauí
86-3233-6302 / 86-98802-5479(oi)

caritaspi@caritas.org.br