Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Regional Nordeste III

NASCE A CÁRITAS BRASILEIRA

Entidade criada para articular as ações sociais da igreja católica e coordenar o programa estadunidense de distribuição de alimentos no Brasil. Acentua-se no país a politica nacionalista e crescem os movimentos sociais.

Dois fatos estimularam a fundação da Cáritas no Brasil, em 1956, e na maioria dos países latino-americanos: O exemplo dos Estados europeus que implementavam coordenações nacionais da Cáritas, como na Alemanha, Suíça, França, Itália; o programa de alimentos do governo estadunidense.

Dom Helder Câmara, então secretário-geral da CNBB- Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil, inicia a organização da Cáritas Brasileira. A entidade nasce com os objetivos de “articular, em plano nacional, todas as obras sociais católicas ou de inspiração católica; e planejar, executar e fiscalizar a distribuição dos donativos do povo norte americano ao povo brasileiro, através da CNBB”, conforme documentos oficiais.

Após a Segunda Guerra, houve um excedente de produtos agrícolas nos EUA. Para não baixar o preço das mercadorias, o país chegou a queimar literalmente seus estoques. A partir da Lei Pública 480, chamada de “Alimentos para a Paz”, o governo estadunidense define um programa de distribuição de alimentos para o mundo, em particular para a América Latina. A gestão desses programas foi assumida por igrejas, não apenas católica.

NACIONALISMO E REFORMA DE BASE

No Brasil, o cenário politico estava marcado por tensões. Em 1950, Getúlio Vargas volta a assumir o poder federal, agora como presidente da República. Com uma politica nacionalista, Vargas ampliou a intervenção do Estado na economia, investiu em estatais – destaque para a criação da Petrobras -, além de triplicar o salário mínimo, fortalecendo o mercado interno. Por diversas vezes, houve tentativa de golpe contra ele, o que poderia inclusive comprometer a transição para Juscelino Kubistschcek.

A parir de 1955, JK aprofunda a politica desenvolvimentista, culminando com a criação de Brasília (1960). Crescem no país movimentos reivindicatórios por reformas de bases, o que gera um receio internacional. Segundo Ivo Poletto, assessor da Cáritas e organizador do livro” Cáritas Brasileira:50 anos promovendo solidariedade” (coleção Estudos da CNBB,nº 92), aos EUA interessava firmar relação politica com o que eles consideravam a sociedade ocidental e crista, autodeterminada defensora da liberdade em contraposição ao socialismo.

Neste contexto surge a Cáritas. A partir do fim de 1957 o trabalho de distribuição de alimentos começa a ser desenvolvido em todas as regiões do Brasil por meio de dioceses e paróquias. São criados os primeiros escritórios regionais.

Nesse cenário politico sócio cultural é organizado em 30 de maio de 1988 o Regional Nordeste 3, constituído pelos estados da Bahia e Sergipe, composto por 23 entidades membro.

Fonte: arquivo da Cáritas Brasileira

Seja um Doador

Seja um Doador

Cáritas: Rumo aos 60 anos

Faça parte dessa rede

Faça parte dessa rede

Faça parte desta Rede

Faça parte desta Rede

Redes Sociais

Prestação de Contas

Prestação de Contas

Contato

Cáritas Piauí
Rua Agnelo Pereira da Silva, 3136
São João, Cep. 64.045-440


Teresina - Piauí
86-3233-6302 / 86-98802-5479(oi)

caritaspi@caritas.org.br