Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Sistema de energia solar beneficia associações e cooperativas no Piauí e leva reflexão sobre educação ambiental e sustentabilidade

11 de junho de 2019
img_0159-1024x683

Sistema de energia solar beneficia associações e cooperativas no Piauí e leva reflexão sobre educação ambiental e sustentabilidade

img_0330-copia-768x512

A instalação de seis sistemas de energia solar, em três cidades do interior do Piauí, foi possível por meio do projeto Construindo cidadania a partir da implantação de tecnologias sociais. Uma parceria entre a Cáritas Brasileira e a Agência Católica para o Desenvolvimento no Exterior (CAFOD), que financia as ações. A instalação dos sistemas de energia solar além de potencializar a produção, minimiza os efeitos das mudanças climáticas no semiárido brasileiro.

Organizações de pequenos produtores tiveram, entre os dias 31 de maio e 2 de junho de 2019,  a oportunidade de reunir seus associados para as capacitações em vista da utilização dos sistemas fotovoltaicos, que além de gerar economia na conta de luz dos empreendimentos, levam conhecimentos e fomentam a reflexão a respeito das políticas públicas nos municípios contemplados pelo projeto.

“Essas capacitações tiveram como finalidade transmitir conhecimentos para que as famílias das comunidades beneficiárias se apropriem dessa tecnologia e manuseiem os equipamentos instalados de maneira correta e funcional”, explica João Paulo Couto, assessor nacional da Cáritas Brasileira e coordenador do projeto. “Vejo essa iniciativa como uma grande inovação na vida dos empreendimentos econômicos solidários das seis comunidades. A energia solar fotovoltaica é uma tecnologia viável, segura e ambientalmente correta que abre novos caminhos para discussões econômicas, sociais e políticas, de acordo com as diferentes realidades” concluí o coordenador.

Desenvolvimento local

O projeto piloto da Cáritas Brasileira foi desenhado para beneficiar e potencializar projetos produtivos, em José de Freitas (PI), na cooperativa Frutos Daqui, em Nazária (PI), na Associação de Pequenos Produtores do Assentamento Passagem Santo Antônio, e em Floriano (PI), em três hortas urbanas nos bairros, Gabriel Kalume, Tabocas e Morro do Tiro, e ainda na comunidade rural, Bom Sucesso.

O diretor do Instituto Piauí Solar e coordenador do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Energia Solar do Piauí (GIPES/UFPI), Albemerc Moura de Moraes, destaca a importância do fomento para a utilização da energia solar para ampliar as possibilidades de desenvolvimento local. “Acho muito importante e necessária esta etapa do projeto, no âmbito da transferência tecnológica. De modo geral, o projeto é muito interessante para o Piauí, principalmente porque utiliza a energia solar para fins produtivos em cooperativas e associações, colaborando com o meio ambiente e com o desenvolvimento local.”

Além das instalações e capacitações, o projeto prevê a realização de intercâmbios entre os beneficiários para conhecer experiências de utilização da energia solar em projetos sociais que cresceram após o uso dessa tecnologia, bem como a realização de audiências públicas, nos municípios, para incentivar a criação de projetos de leis voltados para as energias renováveis.

Produção sustentável

A primeira etapa de instalações realizada em Floriano aconteceu em fevereiro deste ano, nas hortas comunitárias em espaço urbano, nas comunidades Morro do Tiro, Gabriel Kalume e Tabocas e a comunidade rural de Bom Sucesso que trabalha com beneficiamentos de polpa de frutas e mel de abelhas. No município de Nazária, o kit de energia solar foi instalado em março, no Assentamento Passagem Santo Antônio, na sede da Associação de Micro Trabalhadores Rurais-AMTRA. Em seguida houve a conclusão da instalação em José de Freitas, na Cooperativa Frutos Daqui.

Estevão Neto, vice-presidente da Associação do Assentamento Passagem Santo Antônio, fala que a instalação foi um momento de muita animação para os moradores do Assentamento; “Acreditamos que trará a condição de produzir mais e melhor, estocar mais alimentos e ainda de forma sustentável para a natureza”, diz o agricultor.

Os moradores das comunidades que receberam o sistema terão um impulso na produção com uma redução significativa nas contas de energia e o incentivo de gerar uma energia limpa e ecologicamente saudável para a preservação do meio ambiente, além de produzirem sem o uso de agrotóxico.

Além da instalação de painéis fotovoltaicos, as comunidades selecionadas têm projetos de produção coletiva, onde os associados participam de cursos e oficinas que trazem conhecimentos sobre energias renováveis e preservação do meio ambiente. O intuito do projeto é o de também utilizar a implementação da energia solar em benefício da educação ambiental, introduzindo temas como ecologia, eficiência energética e sustentabilidade nas oficinas destinadas à comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seja um Doador

Seja um Doador

Cáritas: Rumo aos 60 anos

Faça parte dessa rede

Faça parte dessa rede

Faça parte desta Rede

Faça parte desta Rede

Redes Sociais

Prestação de Contas

Prestação de Contas

Contato

Cáritas Piauí
Rua Agnelo Pereira da Silva, 3136
São João, Cep. 64.045-440


Teresina - Piauí
86-3233-6302 / 86-98802-5479(oi)

caritaspi@caritas.org.br